terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Avaliação de imóveis: poderá o cliente escolher fora do banco?

banca
Neste momento, os custos da avaliação do imóvel, que é realizada por uma entidade especializada, são suportados pelo comprador da habitação. Os próprios bancos cobram uma comissão de avaliação de imóveis para concretizar esse processo. Numa perspetiva de proteger o cliente bancário, está em discussão o projeto de lei 624/XIII, cujo objetivo é trazer alterações ao processo de avaliação de imóveis no crédito habitação.

Com esta alteração, será possível ao consumidor apresentar à instituição financeira a avaliação do imóvel por si solicitada junto de entidades especializadas ou outras instituições financeiras.

Assim, o consumidor pode solicitar uma avaliação do imóvel que pretende comprar junto de entidades especializadas ou outras instituições financeiras e apresentá-la à instituição de crédito que escolher. A instituição pode aceitar esta avaliação ou rejeitá-la. Se a rejeitar, poderá proceder à realização da sua própria avaliação, estando o cliente isento do pagamento de qualquer valor por este processo.

No caso de o cliente não quiser aceitar esta avaliação, poderá dirigir-se a outras entidades financeiras com propostas competitivas de crédito habitação. Isso vai permitir-lhe escolher a proposta de financiamento que mais sentido para si faz, sem ter de arcar com custos extra.

Enquanto o projeto de lei não é aprovado, o cliente tem a opção de, mesmo assim, realizar uma avaliação independente, podendo recorrer a um perito que se encontre registado na CMVM (Comissão do Mercado de Valores Mobiliários). De entre as instituições financeiras, a oferta do BPI disponibiliza um serviço independente de avaliação de imóveis, que permite a não-clientes a solicitação de uma avaliação sem compromisso (o que não significa que não existam custos associados). No entanto, a instituição à qual se solicita crédito irá sempre realizar a sua própria avaliação, cujos custos ficam a cargo do cliente.

Nesse sentido, o cliente tem duas alternativas ao seu dispor: ou aceita a contraproposta de avaliação do imóvel apresentada pela instituição, ou solicita crédito a outro banco, sendo obrigado a pagar novamente o valor da avaliação. 

Muitos bancos não cobram esta comissão se o cliente adquirir uma habitação que pertença à carteira imobiliária da própria instituição onde está a ser solicitado o financiamento. 
 
Fonte: Comparajá.pt

Sem comentários:

Publicar um comentário