segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Adeus crise? Será? Confiança dos consumidores em máximos de 2000.

O indicador de confiança dos consumidores aumentou nos últimos cinco meses e atingiu, em janeiro, máximos de quase 17 anos (desde abril de 2000). Também o clima económico subiu, depois de ter caído nos últimos dois meses. Será caso para dizer que Portugal disse definitivamente adeus à crise?
Em causa estão dados do Instituto Nacional de Estatísticas (INE), que permitem concluir que o aumento do indicador de confiança dos consumidores em janeiro deveu-se, sobretudo, ao contributo positivo das perspetivas relativas à evolução do desempregoe das expetativas relativas à situação económica do país. E deve-se também, “em menor grau”, às “apreciações da evolução da poupança e da situação financeira do agregado familiar”.
Em janeiro, os indicadores de confiança aumentaram na indústria transformadora, na construção e obras públicas, no comércio e nos serviços.
“O indicador de confiança da indústria transformadora aumentou entre outubro e janeiro, verificando-se no mês de referência um contributo positivo de todas as componentes, opiniões sobre a procura global, perspetivas de produção e apreciações sobre a evolução dos stocks de produtos acabados. O indicador de confiança da construção e obras públicas aumentou em janeiro, em resultado da evolução positiva de ambas as componentes, perspetivas de emprego e opiniões sobre a carteira de encomendas. O indicador de confiança do comércio recuperou ligeiramente no mês de referência, refletindo o contributo positivo das opiniões sobre o volume de vendas, uma vez que o saldo das perspetivas de atividade e das apreciações sobre o volume de stocks contribuíram negativamente. O indicador de confiança dos serviços aumentou em janeiro, devido ao contributo positivo das expetativas sobre a evolução da procura e das opiniões sobre a atividade da empresa, uma vez que as apreciações sobre a carteira de encomendas contribuíram negativamente”, refere o INE. 
fonte: idealistaNews

Sem comentários:

Publicar um comentário