sexta-feira, 13 de março de 2015

10 truques, muito simples e fáceis de implementar, que o vão ajudar a poupar dinheiro e a garantir um mundo melhor para si e para os que o rodeiam

Quando recebemos as contas da água, da electricidade e do gás no final do mês é que nos apercebemos das consequências de alguns gestos menos conscientes que realizamos no dia a dia. No fim, quem sofre é a nossa carteira e… o meio ambiente! Mas inverter a situação não é difícil. Há atitudes simples que permitem poupar alguns (muitos) cêntimos no final do ano. E o planeta agradece. Estes são os 10 comportamentos que pode adotar para renovar a sua casa e conseguir uma poupança verdadeiramente efetiva:
1. Aproveite o sol
A energia solar é uma opção ecológica e, embora a compra de um painel solar seja dispendiosa, permite poupar cerca de 70 por cento da energia gasta anualmente para o aquecimento da água. Em alternativa, pode, sem qualquer custo, usar os raios de sol para secar a roupa e aquecer a casa no inverno.
2. Duplique a proteção
Se vai comprar casa ou remodelar a sua, certifique-se de que esta tem vidros e paredes duplas. Assim, garante uma temperatura uniforme dentro de casa, até porque 30 por cento do calor sai pelas janelas. Esta medida tem ainda a vantagem de reduzir o ruído exterior, melhorando a sua saúde.
3. Prima o off
Deixar os aparelhos em stand by pode ser prático, mas sai caro. Certifique-se de que os eletrodomésticos ficam completamente desligados quando não precisa deles. O mesmo se aplica a carregadores esquecidos nas tomadas. Já agora, desligue o fogão e o forno dez minutos antes de terminar a cozedura.
4. Prefira o duche
Se é adepto do banho de imersão, pense duas vezes antes de abrir a torneira. Optar por um duche contribui para poupar 80 mil litros de água anualmente. Restrinja o banho a um momento muito especial e opte pelo duche diariamente.
5. Escolha bem
Fixe a expressão classe A. Os aparelhos desta categoria energética podem ser mais caros, mas são cerca de 70 por cento mais eficazes do que os de classe D. Simultaneamente, os eletrodomésticos A++ permitem uma poupança de 64 por cento quando comparados com os de categoria A. Na prática, isto pode significar uma redução de cerca de 200 € na fatura da eletricidade.
6. Proteja-se do frio
Uma caixilharia em madeira, em vez do tradicional alumínio, aumenta o isolamento em 20 por cento. Prefira um recuperador de calor a uma lareira aberta pois este é três vezes mais eficiente.
7. Mude de horários
Adira ao sistema da tarifa bi-horária e aproveite o período mais barato para pôr as máquinas a funcionar. Tenha em atenção que este tarifário exige alguma organização. Contratar a potência certa também estimula a poupança energética.
8. Reduza a temperatura
Utilizar as máquinas, nomeadamente a de lavar e secar, em programas de baixas temperaturas permite reduzir em cerca de 55 por cento o gasto energético. Prefira o programa económico e não utilize a máquina com meia carga.
9. Troque de lâmpadas
Instale lâmpadas de baixo consumo. Embora sejam mais caras, poupam até 80 por cento de energia face às incandescentes e duram mais. Já agora, sabia que ao desligar as luzes quando sai de uma divisão poupa 25 por cento do consumo energético anual?
10. Use cada gota
Certifique-se de que não tem torneiras a pingar e instale modelos de fluxo reduzido. Este método diminui em 50 por cento o fluxo da água, o que numa família de três pessoas pode significar a poupança de 150 litros anuais. Fechar a torneira quando lava os dentes ou se ensaboa no duche também reduz o consumo para metade.
in: Sapo LyfeStyle

Sem comentários:

Publicar um comentário